JARU MOTOS

Invasores da Floresta Nacional Jacundá são presos em operação da PF em Rondônia

Grupo loteava e comercializava glebas de terra após invadir a reserva ambiental, localizada em Porto Velho.

Grupo criminoso invadia e comercializava a reserva Jacundá, em Porto Velho — Foto: Google Maps/Reprodução

A Polícia Federal (PF) deflagrou uma operação nesta quarta-feira (8) para prender quatro pessoas suspeitas de invadir e desmatar a Floresta Nacional (Flona) de Jacundá, localizada em Porto Velho.

As prisões fazem parte da operação Floresta Protegida, que visa desarticular a organização criminosa que faz grilagem de terras.

Segundo a PF, o grupo criminoso, após invadir e desmatar a reserva ambiental, também loteava e comercializava ilegalmente glebas de terra.

PF cumpriu mandados de prisão e de busca e apreensão na operação Floresta Protegida em Rondônia — Foto: Divulgação/PF
PF cumpriu mandados de prisão e de busca e apreensão na operação Floresta Protegida em Rondônia — Foto: Divulgação/PF

Nesta quarta-feira serão cumpridos quatro mandados de prisão e nove de busca e apreensão, todos autorizados pela 3ª Vara da Justiça Federal em Porto Velho. A Justiça também autorizou o bloqueio de R$ 20 milhões dos investigados.

Os mandados são cumpridos nas cidades de Porto velho, Cacaulândia (RO), Ji-Paraná (RO), Mirante da Serra (RO) e São Miguel do Guaporé (RO).

O que se descobriu na investigação:

 

  • O grupo criminoso aliciava várias pessoas para aderirem a invasão na reserva Jacundá;
  • O objetivo era dificultar atrapalhar a atuação dos órgãos de fiscalização ambiental;
  • Quando adentravam ilegalmente na Floresta Nacional, os invasores desmatavam a floresta rapidamente e depois comercializavam áreas de terras;
  • Além da Jacundá, a quadrilha já invadiu outras áreas de floresta em Rondônia;

 

Segundo a PF, parte dos investigados também foi alvo da Operação Canaã, da Polícia Civil, realizada em junho deste ano.

 

Fonte: G1

Por: Rondônia em Ação

MULTI CRÉDITOS
FLASH NET